sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

"Um voto em minha relação com os outros." por Mahatma Gandhi





"Você e eu estamos numa relação que eu valido e quero manter. Ainda que cada um de nós seja uma pessoa com necessidades diferentes e o direito a satisfazer suas necessidades, eu tentarei escutar com aceitação genuína, a fim de facilitar que você encontre suas próprias soluções em vez de depender da minha. Eu também tentarei respeitar seu direito de escolher suas próprias convicções e desenvolver seus próprios valores, indiferente de quanto eles possam ser como os meus.

Porém, quando seu comportamento interferir com o que eu tenho que fazer para adquirir minhas próprias necessidades, eu lhe falarei aberta e honestamente como seu comportamento me afeta, confiando que você respeitará bastante as minhas necessidades e sentimentos para tentar mudar o seu comportamento que é inaceitável para mim. Também, sempre que uma parte do meu comportamento for inaceitável para você, eu espero que você me fale aberta e honestamente, para que assim eu possa tentar mudar o meu comportamento.

Muitas vezes, quando o achamos que qualquer um de nós não pode mudar para satisfazer as necessidades do outro, reconheceremos que temos um conflito e nos comprometeremos a solucionar tal conflito, sem que qualquer um de nós recorra ao uso de poder ou autoridade para ganhar às custas da perda do outro. Eu respeitando suas necessidades, mas também respeitando as minhas próprias necessidades. Sendo assim, sempre nos esforçaremos para procurar uma solução que seja aceitável para ambos de nós. Suas necessidades serão satisfeitas e assim as minhas. Ninguém perderá, ambos ganharemos.

Que possa ser uma relação saudável na qual ambos de nós possam nos esforçar para tornar-nos o que nós somos capazes de ser. Nós podemos continuar nos relacionando um com o outro com respeito mútuo, amor e paz."

Considerações:

Estamos diante de elaborados conceitos de vida, nos alertando para com a necessidade de ponderarmos não apenas aquele lado egoísta (exatamente o que nos favorece) que toda questão relacional envolve, mas sim a maior quantidade possível de lados. Para nos envolvermos com as pessoas é necessário ver as 'coisas' pelo mesmo canal, pela mesma ótica que elas usam sob as determinantes do momento específico que originou a questão.

Pode ser infantil tornar-se totalmente inaceitácel, afirmar que uma pessoa 'está errada' ou sob ' influências negativas' só porque ela pensa e/ou age diferente de nós, como bem registram N casos de pessoas que acabaram penalizadas por suas idéias e comportamentos para, posteriormente, serem reconhecidas em seus méritos. É imprescindível entender muito bem essa posição de Gandhi "as pessoas têm necessidades e expectativas diferentes e partiulares" somando-as a afirmativa de que ninguém é dono da verdade, para conviver produtivamente. Mas não basta a sua leitura, precisa mais. Para produzir resultados positivos este texto precisa ser lido com atenção e devidamente interpretado, estudado e implementado em nossas vidas, quer familiares, sociais, profissionais, etc.

* Texto e considerações lidos e transmitidos na reunião de coordenadoria de pré-mocidade do centro espírita que eu frequento, entregue pela nossa coordenadora, nesta semana.

Para finalizar gostaria de saudar o Deus que há em cada um que ler esta postagem:

Namastê

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

"Tudo é belo quando é certo e vira incerto quando não dá certo."

Tudo é belo quando é certo e vira incerto quando não dá certo.

A estrada é para todos mas somente os mais corajosos desfazem as suas amarras e abrem os seus corações,
Quando estamos no caminho certo nada abala, nada difere,
Tudo fica na mais perfeita ocasião e não se duvida da desilusão,

Outros a sorrir do nosso bem querer e bem fazer,
Ai vem outro ato,
Atropelando todos os fatos,
Vem deixando os seus lastros,

Temos que provar que somos fortes, pois somos falhos,
Ver o imaginável florescer e crescer pois não sabíamos do fato dos atos que podem ser falhos
E assim se fazem os retalhos, pra fazer do fato falho uma remenda,
Dos retalhos fazemos a arte de transpor e tudo isso faz parte
Parte do aprendizado que só nasce e floresce porque assim o desejamos,
E assim a flor cresce.

Quero tirar desse ato todo fato de que somos afetados seja por uma palavra, seja por um sentimento,
E que nesse nossa estrada que recomece o caminho.


p.s.: Na falta de inspiração visitei o google e achei pelo caminho um 'Cara Estranho'. Obrigada pelas suas palavras que deram o start inicial...

sábado, 17 de janeiro de 2009

Intimacy, honesty, commitment, you, me, us...

O toque suave na pele condiz que o sentimento presente vai além da carne,
As intenções nuas e cruas vão se desvelando no tic tac da noite,
Os hormônios acirrados são postos mais uma vez a prova,
Nada mudará e nada continuará a ser o mesmo,

Entre as quatro paredes tudo acontece com ânsias e desejos...

Tudo começa na mais perfeita sintonia,
Por inúmeras vezes os dedos se encontram,
As bocas ensaiam um beijo,
Os olhos se fecham na busca de mais intensas sensações...

A música de fundo fica por conta da chuva,
A luz reluzente ilumina o espelho,
O calor da pele arde,
A pulsação aumenta...

A boca transcorre pela pele,
A respiração acaricia os sentidos,
Tudo estremece,
Tudo se contrai,

Os braços se armam como um polvo,
O peito arrebate a insegurança,
E tudo o que pudesse ser proibido é desmentido entre os lençois...

A intimidade na cama desvela a falta de honestidade no comprometimento do cotidiano,
A rotina presente cumpre seu papel,
Você, eu, nós...

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

I have killed the love.

"Eu Matei o Amor
Uns e Outros

Não haverá mais dor no coração
Nem sofrimento, culpa ou solidão
Porque essa noite eu te fiz um favor

Eu te salvei de enfrentar a dor
Eu matei o amor.

Quem nunca teve, nunca vai perder
Se não viveu como é que vai saber?

Quem não provou não vai ter o sabor
Eu te salvei de enfrentar a dor

Eu matei o amor.
Eu matei o amor.
Eu matei o amor.
Matei o amor.

E ele nunca mais virá bater à sua porta outra vez
Nem vai mais fazer da sua vida a confusão que sempre fez

Porque eu matei o amor
Eu matei o amor.
Matei o amor.
Matei o amor."

Fê - in New adventures of old Fernanda

p.s.: um amigo me copia, eu copio a amiga, outro amigo me cita, eu cito um outro amigo...
e assim como no ciclo da vida vamos a cada um em nosso tempo indo e voltando. E para mim o bom disso tudo é sempre encontrá-los!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Manual no trato das mulheres para homens que tenham e entendam ou não um pouco da alma feminina.

Eu faço inglês há séculos e ainda tenho grande dificuldade em entender algumas músicas. Mas depois de ouvir umas 389 vezes eu consigo captar a letra. E nisso depois de ouvir e entender uma música de uma cantora americana, lá estava a questão dos homens tratarem melhor as mulheres. E hoje ao vir trabalhar veio as seguintes conotações...
Em alguns países era e ainda é de sua cultura, obrigação das mulheres dar dote para os homens casarem-se com elas. Isso porque geralmente nestes países se têm que as mulheres só servem para parir. Observem, SÓ para isso. Engraçado que sem isso eles não teriam os seus príncipes e as suas dinastias.
Continuando com os meus pensamentos, fui mentalmente relembrando de vários homens que conheço e conhecia na minha vida de uma forma geral: família, amigos, amantes, colegas de serviço. E eis que uns tratam melhor suas mulheres do que outros... Claaaaaaaaaaro!! Alguns possuem grande respeito apenas pelas mulheres que têm alguma ligação, outros indiferente que seja sempre dão passagem e as cumprimentam, independente de qualquer vínculo presente.
Eu particularmente considero dois homens na minha vida que encaro que entendam melhor as mulheres por terem um pouco da alma feminina, são eles: Ricardo e Gabriel. Mas mesmo eles tendo este diferencial não os tornam especiais ou únicos. Eles assim o são em minha vida pois os amo! Mas perante a multidão acabam sendo mais um.
Levando isso em conta, gostaria de deixar não apenas as conotações mas também um pedido à cada homem que ler esta postagem:
Homens, tratem melhor as suas mulheres, sejam elas, sua mãe, sua avó, sua tia, sua prima, sua filha, sua sobrinha, sua amiga, sua namorada, sua mulher, sua amante, sua colega ou simplesmente sua estranha..
Se você não a conhece, a trate com respeito; se é sua conhecida, além de respeito, ofereça cordialidade; se é de sua família, apresente a confiança e se ela ainda for mais cara que tudo isso, lhe dê amor, muito amor.
Mesmo me considerando uma mulher prática, irei ignorar este fato e serei um pouco mais abusiva a dar conselhos...
Homens, procurem entender suas mulheres de uma forma mais simples e caso não consiga, exerçam sua paciência, pois muitas vezes nem nós mesmos nos entendemos. As vezes o trabalho não está legal. É fato que somos competitivas, especialmente quando não somos amigas. As vezes é nossa mãe que reclamou da nossa falta ou as vezes estamos insatisfeitas por estarmos insatisfeitas.
Procure observar nossa pele macia e depilada. (a depilação é para vocês!!). Veja como nos maquiamos, observe nossos olhos, articule seus olfatos até nosso pescoço. Sem dúvida o odor os agradará. Se quiser ser ousado, não contenha-se em mandar apenas flores. Que tal além das flores ou ao invés delas dar um par de brincos?! Aquele que pensar em dar uma lingerie, por favor, que ela seja sensual. E sempre sempre sempre sem dúvida nenhuma, lembre da lingerie. E na noite que ela for posta, trate-nos como rainha, nos ame como nunca e o sexo será cortesia... rs* Diga que nos ame quando ama; diga que senti saudades quando sente e ligue quando disser que irá ligar.
Nem todas as mulheres se atentam as datas mas com certeza todas se atentam ao sentimento.

p.s.: Toque minha pele como se fosse a primeira vez; me beije como se fosse a única e sempre que puder compartilhe comigo a sua felicidade e desvelo.

domingo, 4 de janeiro de 2009

É tempo de mudanças...

É tempo de mudar, é tempo de mudar... É TEMPO DE MUDAR!! Puderas pensar em renovar, mas eu quero mesmo é mudar.

Minha maturidade me diz que precisarei de grandes esforços para mudar, da mesma forma que me diz que pouco mudarei. Não quero crer na experiência, mas seria burrice não ouví-la. A vontade de mudar que me ostenta hoje já me acompanha faz algum tempo. Os amigos de anos que já não estão tão presentes parace que seus caminhos percorrem outras vias. Os mais presentes parecem que crescem junto comigo.

Ao rever algumas pessoas do passado tive a impressão de que permanecem as mesmas. Revi um ex-namorado, aniversário de amigo em comum e ao observar tudo a nossa volta senti um déjà vu. As mesmas histórias, os mesmos sonhos, as mesmas vibrações... e vi o quanto eu mudei de tempos atrás e ao mesmo tempo me dei conta do quanto ainda permaneço a mesma.

Outro dia observando algumas ações do meu pai, percebi como ele mudou algumas de suas atitudes, poucas, mas mudou... isso depois de mais de 30 anos de casado rs*. Mesmo sendo pequenas as mudanças, ele mudou e vejo o quanto para ele nada era, enquanto para minha mãe o quanto significava. Engraçado que ele veio a mudar depois que minha mãe parou de insistir. Indiferente a minha vontade, esta observação carrega fatos de uma vida.

Além de querer mudar, gostaria que outros também mudassem. Gostaria de entender alguns fatos mas não sei se seriam necessários para a minha mudança. Normalmente entendemos as questões após feita a lição de casa, após a cura da dor.

Queria já saber muito mais do que sei, queria saber o que alguns pensam de mim, queria algumas respostas que somente o tempo pode trazer, queria queria queria... rs*

Farei o seguinte, hoje, sendo dona da minha história, traçarei meus objetivos. Digo que estes serão de curto prazo, no entanto o exercício em exercê-los será de longo prazo. As idéias poderão se alterar, o itinerário mudar mas buscarei ir confiante. Buscarei inicialmente educar minhas atitudes, para depois educar minha fala e assim educar a minha mente.

Hoje desejarei ainda mais...
Desejo demonstrar aos meus pais o quanto os amo,
Desejo que meus amigos possam confiar ainda mais em mim,
Desejo aprender não somente com os meus erros mas também com os erros dos outros,
Desejo estar junto de quem eu amo e do meu amor,
Desejo um dia casar,
E ter filhos também... por que não? :)