terça-feira, 26 de maio de 2009

Pensamentos e observações

"Eu sempre digo que ser cidadão não é viver em sociedade, é transformar a sociedade. E sempre digo que nós queremos a paz, mas sabendo que o pior inimigo da paz é a passividade." Augusto Boal


Pensamentos rodando, pensamentos rarefeitos, pensamentos nem sempre sublimes, mas pensamentos que buscam a paz.
Ações diversas, ações perversas, ações presentes devido há um passado ausente.
Idéias tão superficiais e emoções tão intrínsecas que me levam ao próximo nível.
Nada ainda cala a voz do meu coração.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Teria feito diferença se eu dissesse que eu te amo?

Já li um artigo em uma revista ao qual dizia que contos de fada destroem sonhos de crianças. Uma vez que em todas as histórias '...e eles viveram felizes para sempre', fica de certa forma fora dos padrões de qualquer vida. Seja rico, pobre, filho único ou família moderna. Ainda sim, depois do casamento nunca foi feito um relato de nenhuma história infantil de conto de fadas! Não se sabe se a Cinderela quis matar o Príncipe Encantado depois que ela descobriu que ele adorava caçar e ficava longos meses sem aparecer para o jantar.
Eu particularmente posso dizer que desde criança nunca sonhei com casamento ou mesmo filhos e hoje desejo profundamente cada um destes dois.
Não sonho com o príncipe encantado, mas desejo um homem de bom caráter, leal, que tenha respeito por si, por mim e pelos outros; e que sim, que ele quebre o meu coração quantas vezes forem necessárias para que eu aprenda a ser uma pessoa melhor, menos egoísta e mais serena. Mas que ele esteja ao meu lado para colar os pedacinhos quando isso acontecer e assim me mostrar como se faz o mundo. Que ele esteja ao meu lado ao eu perder a cabeça com infantilidades de irmãos, ao pagar as contas no começo do mês, no pôr do sol da tarde de férias que passeremos juntos. Que nossos beijos sejam de calor, de amor, de humor...
Já me perguntei se teria feito diferença tantas ações ou a falta delas pelo caminho. Será que teria feito diferença se eu tivesse dito que te amo? Teria feito diferença se eu tivesse dito o quanto sinto a tua falta? Teria feito diferença se eu tivesse pedido para você voltar? Talvez a maior diferença fosse se você acreditasse no que eu dissesse e fizesse disso o nosso dia!

Hoje muitas coisas vieram até mim e negá-las seria um desafeto. Uma delas em particular:
"Conhecem-se as pessoas boas pela grandiosidade de sua compreensão e pela singeleza de suas palavras."
Creio eu que posso compreender a maior parte as coisas, mas ainda me falta a 'singeleza' ao conduzir as palavras. Problema talvez de ser prática demais, direta demais. Ainda sim, uma coisa a ser trabalhada!

Bom fim de semana à todos!!
See ya!

domingo, 3 de maio de 2009

Tiago Menor




"... o destino lhe reservara outro apostolado mais propício, pois a vida nem sempre nos atende nas linhas das nossas aspirações, por não sabermos com exata medida o que mais nos convém.

...

'Tiago, a Serenidade de que queres ser portador é tesouro dos anjos que receberam das mãos do tempo, pelos impulsos de milênios incontáveis, sob as bênçãos de Deus. Entretanto, esse tempo somente age quando abrimos nossos corações pela boa vontade, onde o esforço próprio nunca falta. E os milênios são como o calor divino que somente amadurece e harmoniza o universo interior quando nos dispomos a respeitar e viver os princípios das leis que nos governam a todos. E as bençãos de Deus são a execução da melodia celestial que se irradia pela vivência da Serenidade imperturbável.

...

'Tiago, uma árvore, para se manter de pé no solo que lhe dá a vida, estica suas raízes em todas as direções da terra, e os seus galhos obedecem ao mesmo esquema, no ar, para que, no centro, se avolume seu corpo ciclópico, com segurança. Pois assim é a Serenidade de que falas e sobre a qual estamos dialogando. Não pode ser fruto somente de dentro de cada alma, como não deve ser esforço somente de fora. O que te garante a brandura inalterável nos escaninhos do teu ser é o amor de Deus, que parte de dentro de nós em busca da sua manisfestação para fora e que vem de fora para que se manifeste dentro das criaturas. Enquanto somos tomados pela insegurança, é qual a árvore mirrada que não pode demonstrar seus frutos como valores por gratidão ao agricultor que adubou durante o seu crescimento. Se intentas que cresça a árvore da Serenidade em ti, começa cultivando-a sem cansaço, aduba os ideais elevados e trabalha pela paz, tua e dos outros. Sê benevolente com o próximo e não esqueças a caridade, onde passares. Serve sem interrogação e ama indistintamente."


Ave Luz,

João Nunes Maia, pelo Espírito Shaolin