Dia a dia





"Hoje eu queria estar só.

Mas não sozinho.
Só contigo."

Caio Fernando Abreu


Apesar que tua presença parece cada vez mais longe daqui, de mim, de nós que pudesse haver. Ainda que por vezes consigo nos ver na mesma sala, na mesma mesa, no mesmo ambiente.
Tu se revelas aos poucos, eu já quero me doar como o vento, passando e devastando o que tens. Pois quero te conquistar por inteiro. Mas que retenho e sigo como uma brisa.
Tua presença chega sem muito alarde, eu chego mansa mas nem sempre despercebida. São os teus olhos que quero.
Queria também a tua coragem, teu véu de homem conquistador, tua pruma de achar que sabe o que quer. Não gosto quando tu se escondes do mundo e apenas se revela a mim, faz com que eu pense - Quem és tu? Ou seria ao contrário?
E no final das contas nem sempre gosto de pensar em ti. Afinal o que sei de você? Tu nem sabes onde fica minha tatoo! E eu só sei o teu nome...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Morte e Doença - Death and Illness

Pay it forward