quinta-feira, 21 de junho de 2012

Do que se faz com o tempo é o aprendizado maior em se saber viver


Distraída por vezes com pensamentos, flashs de ideias aparecem e o que era apenas uma ideia passa a ser uma reflexão: Como é importante fazer o que se gosta, o que se quer e o que te faz bem. Sem excesso, sem loucura, sem desespero. Aprender a viver. Buscar harmonia em nossas ações. Trabalho árduo, mas muuuuuuito gratificante.
Falam em ganhar dinheiro, ficar rico, outras falam em curtir vida e não olhar pra trás.
'Nem tanto ao céu, nem tanto ao mar.' 
Saber viver vai além do ganho do dinheiro, mas na sabedoria em ganhar o dinheiro de forma a qual não se prejudique a ninguém, principalmente você.
Curtir a vida não é deixar de lembrar ótimos momentos por causa de um porre, mas curtir todos os momentos que contam. E entenda e saiba e reconheça: TODOS os momentos contam, pois quando você se dá conta, já passou os seus 18 anos, os 21, 25, de repente chega os 30 e logo logo haverá os ...enta. Esse tempo anda, como sempre andou, não importa se faltou tempo para ligar, não importa se sobrou tempo para brigar, o tempo é regra, caminha indiferente aos dias, as noites e as nossas escolhas. Ele caminha no seu ritmo e na sua constância. Somos nós que corremos tentando alcançar coisas que nos seria fácil executar e aproveitar se fizéssemos do nosso tempo um dos nossos maiores bens.
Ele passa e não volta. Mesmo a gente correndo e ele caminhando, ainda sim por vezes temos a impressão de quem nunca o alcançamos.
O tempo é sábio, é professor, é exemplo, é divino, é misericordioso.
Quem dita como gastamos esse presente somos nós.
Não se ocupe com o passado, pois ele nunca volta.
Não se preocupe demasiadamente com o futuro, pois ele sempre chega.

E correndo os olhos achei esta postagem do Blog Espírita a qual gostaria de dividir uma parte com vocês.
para ver o texto completo click em: http://blog.forumespirita.net/2012/06/20/envelhecer-com-sabedoria/

"...Distraída em viver, ela não havia se dado conta que os anos haviam passado rapidamente.
Marcaram seu corpo, alteraram sua fisionomia.
Seu fôlego já não era mais o mesmo.
Nem seus movimentos que, antes ágeis, agora eram imprecisos e lentos.
Mas enquanto observava a transformação ocorrida, helena percebeu que o brilho de seus olhos permanecia igual.
Reconhecia em seu olhar o mesmo olhar de seu passado.
As vivências transformaram a jovem que ela fora em uma mulher muito mais sábia.
Seu corpo não era mais tão vigoroso, mas sua alma era muito mais forte do que havia sido antes.
O mesmo tempo que lhe trouxera rugas havia lhe oferecido experiência.
Ontem, jovem e bela, impetuosa e impaciente.
Hoje, madura e envelhecida, tolerante e compreensiva.
...As marcas que o tempo fizera em seu corpo eram apenas para sinalizar o passar dos dias e as constantes mudanças da vida.
Vida essa que não se acaba nunca, nem mesmo quando os corpos envelhecidos deixam de funcionar.
...
Aproveite seus minutos, seus dias, sua vida.
Aproveitar, no entanto, não significa exaurir as forças vitais pelos excessos de toda a ordem.
Aproveitar quer dizer, em verdade, fazer bom uso, dar utilidade.
O corpo físico, invólucro perecível de nossas almas imortais, deve ser tratado com o zelo que garanta sua utilização adequada.
Mas sem neuroses ou preocupações descabidas, mesmo quando a juventude for apenas a lembrança de mais uma etapa superada.
Envelhecer de forma sábia é reflexo de se viver bem."

3 comentários:

Nana Andrade disse...

Oi Nâna Pessoa, que linda reflexão!

Me inquietou esta mensagem sua...às vezes nos excedemos de mais para viver o que se há pra viver. Mas há tantos modos de viver...


Beijos, mt bom o post!

Nana Andrade
Afeto e Ofertas

Nâna Pessoa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nâna Pessoa disse...

E não é mesmo minha querida?! :-)

Obrigada sempre pela visita...

bbbju gde no seu coração