Seis graus de separaçao



Falam que para se conectar com todos em todo o universo é apenas necessário conhecer 6 pessoas, e estas seis outras 6 e assim por diante. Seria esta a maior distancia entre voce e o outro em qualquer parte do globo.
E hoje visitando uma das casa de Pablo Neruda vi que meus graus estao ficando cada vez menores, ou mais amplos, depende do seu ponto de vista.
E que por mais eu rode o mundo continua do mesmo tamanho ou até menor, afinal, ao viajar, os novos passos passam a ser velhos passos, e caminho percorrido se amplia e se fecha. Tudo fazendo parte de um ciclo. Tudo com começo e fim. Ñ um fim de vida, nem de história, mas um fim de caminho, de escolhas, de rotina, de opiniao, de atitudes, de sonhos e pensamentos... e é sempre muito bom começar um novo caminho, novas escolhas, nova rotina, novas atitudes, novos sonhos e novos pensamentos.

Era para ficar sem contato nestes dias de ¨férias¨ com o que quer que fosse da minha rotina, dos meus velhos pensamentos e atitudes coditianas. Era para ser uma viagem de reflexao, de limpeza mental, de superaçao. Ñ posso dizer que ñ tenha sido, mas o ambiente influencia... e o que pode estar longe fisicamente, facilmente se conecta pelo sentimento.

Enfim... revendo meus limites e reconhecendo mais do que há em mim.

* Pablo Neruda´s house in Santiago.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Morte e Doença - Death and Illness

Pay it forward