Skyfall

Renovação,
Reconstrução,
Refazer,
Repensar
Recriar,
Restaurar,
Reinventar...

e é sempre o passado que nos condena... ou melhor dizendo, as pessoas dele.
na correria do dia a dia é dificil ver as diferenças, as pequenas diferenças que geram o caminho novo.
e o que foi "perdoado" é resgatado no momento presente. e aonde foi parar o reconhecimento da atitude do presente devido ao passado?? Hum
e aí penso nas relações, com o gasto e desgosto e refúgio, elas acabam e não se renovam: casamento, namoro, amizade... tudo com prazo de validade. e como disse Danuza Leão: "Vamos respeitar sentimentos profundos e reconhecer que as coisas terminam - até mesmo as que foram tão fortes." e quando penso, penso sempre que não me quiseram e que não me querem mais. uma síndrome de perseguição dose tripla.
mas se eu caminho e caminho ao meu passo, é fato que não acompanho o outro e o outro não me acompanha. e posso ter o direito de escolher da mesma forma: não querer mais a pessoa, o casamento, o namoro, a amizade... mas dói a perda, a mudança da rotina, das atitudes, do foco. deixar para trás qualquer relacionamento é largar seus sonhos, da presença desse e de outrém na maturidade, no casamento, no aniversário. e encaro como um luto, mesmo sendo a minha opção. feliz por ter escolhido, mas triste por ter abandonado meus sonhos. desejo felicidade, para mim e para outrém.
e ao se passar alguns anos e nos cruzarmos na rua, apenas um aceno e alguém do lado perguntará: - Quem é?? e a resposta: - Uma amiga do passado. Já nem me lembro mais porque éramos amigos. Afinal, o passado volta ao presente, mesmo distante, sempre presente, e como disse, aquela mudança tão pequena que gerou a distância pouco é vista aos olhos de outrém.
Segue amigo, segue a sua jornada, que eu sigo a minha. Fomos felizes e crescemos e é o que vale certo?

E como o passado nos persegue, segue um música tema que fala disso...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Tradição

Morte e Doença - Death and Illness