segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Revezes


Como explicar o coração que bate e quase sai pela boca ao te ver?
Como dizer que minhas noites são longas sem você?
Como te pedir um beijo, um amor, um calor, um ardor, sem causar furor?

Sonho com o desejo...
E desejo o que não conheço...
E desconheço o teu sonho...

Uma hora a noite cala,
A chuva cessa
E o amor chega.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

P vs. P

Primeiro somos desejados ou mesmo sem o desejo somos amados. Assim acontece com os filhos programados ou não. E vem o precisar de cuidados para sobreviver na "selva de pedra". E ao crescer as necessidades mudam de físicas para financeiras e emocionais até por ventura o precisar se torne participar. O que digo que deve doer no seio familiar.
Eis que na vida a dois por vezes acontece o inverso. Há o conhecer e o querer inicialmente participar, dividir e compartilhar. Que por vezes passa a ser o precisar do carinho, da atenção, do amor, da afeição etc.
Seja qual for, precisar nunca é saudável, participar é sempre melhor. Mas nossos corações pouco sabem sobre liberdade... da liberdade em ter e dar, o que é de todos por direito, mas que todos querem podar por desejo.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Ele se chama Antônio




Uma amiga que visita aqui e acolá me passou este site e que delícia ler e ver e conhecer.... e aqui o repasso:

http://lounge.obviousmag.org/pe_de_quica/2013/02/eu-me-chamo-antonio.html

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

SCOPRIRE

"...e ti a-m-o e con le mani dico quello che non so..."


Dosagem

Doar o que se quer,
Dividir o que se precisa,
Dar o que não se têm,
E aceitar o que não se deseja...

Doar parte do todo que não está inteiro,
Dividir o que não faz parte de si,
Dar o que gostaria de receber,
E aceitar o que lhe cabe...

Doar nem sempre soma,
Dividir nem sempre subtrai,
Dar nem sempre é perda,
E aceitar nem sempre é ganho...

E os ciclos se fecham.

 Adivinha?? Quero você!

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Descompasso

* Veneza 2010

"Poética"

'De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

 
A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

 
Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.'
Vinícius de Moraes

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Happy F...... Valentine 's Day!!


* Mesmo que eu não concorde, sempre defenderei todo o tipo de pessoa que você desejar ser

Nessa era digital parece que as coisas ficam mais fáceis, conhecer as pessoas, manter contato e fazer amigos... Infelizmente devo discordar por uma opinião muito pessoal, a qual não cabe aqui colocá-la. Mas acho que os meios de comunicação, principalmente a internet é um veículo poderosíssimo, no entanto, - me incluo no monte - muitas pessoas, a maioria, diga-se de passagem, não sabem trabalhar ao seu favor estes meios de comunicação.
Como me reportei e repito, eu me vejo nesse volume que por falta de maturidade emocional ou visão, não sei ao certo o que deve ser dito, mas me condoio mais pelos pontos negativos do que pelos positivos que as ferramentas virtuais oferecem e por isso me abstenho de alguns. Eu como blogueira, não uso e abuso tanto do blog como poderia, entre outras ferramentas de comunicação. Mas que tanto esse blablabla tem haver com Happy Valentine's Day??? Bem, dia 14/02 é o dia dos namorados nos USA e Inglaterra... coincidência ou não, a reportagem de capa da revista Veja foi sobre "Quer transar comigo?" com apenas um clique na internet. E ali destrava pontos de vista positivos e negativos em relação ao conceito de se relacionar sem se conhecer ou ter intimidades com pessoas conhecidas sem se envolver emocionalmente.  E como muitos relacionamentos se inciam e continuam através da internet.
Quando eu era adolescente havia os comentários das meninas fáceis que transavam sem nenhum compromisso, que dormiam com mais de um e por aí afora... hoje isso pouco mudou, ainda se falam dessas meninas, mas acontece de uma forma mais aberta, mais clara, mais visual. E engana-se quem acha que nessa liberdade se ganhou mais qualidade. Não acho errado a liberdade sexual de ambos os sexos, mas é sempre complicado tratar sobre o que achamos certo e errado do que fazemos diante da sociedade e dentro de quatro paredes. Não é ser hipócrita e dizer que não gosto da coisa, mas é me dar ao respeito ao manter minha privacidade longe de quem não precisa conhecê-lá e é também respeitar as pessoas a minha volta, pois elas também não precisam conviver com a minha intimidade. Isso que todos não entendem ou não vêem da mesma forma que eu: é um ato extremamente íntimo ter alguém com você, dentro de você, dividindo você, um de seus próprios nomes já diz: relação íntima. Mas cada macaco no seu galho, e por isso acho que estou ficando é velha... ou talvez querendo alguma coisa a mais e não sabendo reconhecer e tirar proveito das ferramentas que existem para isso. Seja qual for, é necessário me adaptar se quero me atualizar. Só preciso de tempo...

domingo, 10 de fevereiro de 2013

O que o coração pede

Eu devo estar louca, eu sei... mas quando olho uma foto dessas, mesmo dizendo que as pessoas estão sem energia, trabalho árduo da limpeza das ruas e casas para que a vida de continuidade, ainda sim, meu coração clama que é neste frio que ele gostaria de estar. Não quero parecer uma pessoa que não ame a terra natal ou ingrata, mas é apenas uma questão de escolha que muitas vezes vem de um lugar que eu desconheço. É um desejo, uma vontade sem muita explicação. Mas é aonde minha alma gostaria que me corpo estivesse. Nossa terra é abençoada por muitas coisas as quais só damos valor quando estamos fora. E ainda sim, mesmo morando fora 3 anos, acho que me trouxe mais o acalento de ter (re)descoberto lugares que amo, que prefiro estar do que a clareza de viver em um lugar livre de terremotos, furações e agradecer por isso e pronto. Enfim... espero ver a neve e tudo o que vem com ela uma e mais outras vezes!!

Foto de Mario Tama, Boston City, 09/02/2013

Theodore Roosevelt


A Viagem

"A verdade é singular. Suas diversas versões contadas que contém mentiras."



E volto a questionar: Que verdade??
E eis que o coração sente, a alma engrandece, o espírito fortalece e a fé nem sempre se abala.
A cabeça que guia é a mesma que questiona. A mente que traí é a mesma que raciocina.
E as escolhas feitas dispõem de um tempo que não volta, mas que segue com sede.
Os passos cruzados e tropeçados alcançam novos horizontes.
Hoje em especial, a calmaria bateu a minha porta.

Ainda me faltam palavras para definir o que não conheço, mas o que apenas sinto.

"... e vos é enviado a luta que não é fogo da batalha, mas as armaguras da vida, onde algumas vezes é preciso mais coragem do que um combate sagrento, pois aquele que se mantém firme diante do inimigo, poderá fracassr sob a pressão de um sofrimento moral... quando vos atinge um motivo de dor ou de contrariedade, esforçai-vos para superar isso, e quando chegardes a dominar os ataques da impaciência, da raiva ou do desespero, podeis dizer com uma justa satisfação: "Fui o mais forte."

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

O que pensas...




Meio na impossibilidade de escrever por problemas de saúde física, não deixo de postar, principalmente quando outras almas descrevem meus desejos...



Coluna Tati Alves.
Jornal No Ponto - Sem meias verdades
Braço do Norte - Santa Catarina.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Compass




















Qual a importância da bússula em apontar o Norte se terás medo de enfrentar vales, lama, morros, e outros obstáculos para atingir o teu objetivo?

Aponte para o Norte e segue. Sejas como o rio que contorna obstáculos sem perder a direção.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Explosion

 E quando se fala sem pensar, sem digerir, sem articular, sem diagnosticar, o dito fica pelo entendido, mas quem diz que foi compreendido?

Aaahhhh, esses sentimentos que explodem pela boca e escorrem pelas palavras. 
Sentimento ampliado pelo movimento do ato. Dar opinião é ter que dar satisfação. E muitas vezes sem compreensão.

Mas mais uma vez aprendi que quando se está com o coração ameno, a alma calma e o pensamento tranquilo, sua opinião não faz mais um furacão. Pois aquela explicação não passa de expiação e a preocupação não pesa mais na sua decisão. Pois como disse, tua mente está aberta, teu coração tranquilo e tua alma confiante.

O trovão tocado passa a ser chuva em noite de verão. E como é bom essa calmaria depois do turbilhão...
Tudo certo, tudo claro, tudo posto e deposto.
E como disse o nosso sábio companheiro de jornada Martin Luther King: "Para criar inimigos não é necessário declarar guerra, basta dizer o que pensa."

E foi assim que conquistei os amigos, os indiferentes e os inimigos. 
C'est la vie!!!