P vs. P

Primeiro somos desejados ou mesmo sem o desejo somos amados. Assim acontece com os filhos programados ou não. E vem o precisar de cuidados para sobreviver na "selva de pedra". E ao crescer as necessidades mudam de físicas para financeiras e emocionais até por ventura o precisar se torne participar. O que digo que deve doer no seio familiar.
Eis que na vida a dois por vezes acontece o inverso. Há o conhecer e o querer inicialmente participar, dividir e compartilhar. Que por vezes passa a ser o precisar do carinho, da atenção, do amor, da afeição etc.
Seja qual for, precisar nunca é saudável, participar é sempre melhor. Mas nossos corações pouco sabem sobre liberdade... da liberdade em ter e dar, o que é de todos por direito, mas que todos querem podar por desejo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Morte e Doença - Death and Illness

Pay it forward