Fazer parar o mundo


Não é assim tão fácil, não é assim tão rotineiro, nem mesmo para todos... parar o mundo, silenciar o lado de fora, calar a mente e a multidão.

E ainda que isso não seja um refúgio, ainda é um lugar que procuro, que gosto, que curto, que amo estar.

E como acontece nos sonhos, enquanto a realidade passa bem devagar, lá o tempo voa.

Tudo que é belo, tudo que é mágico, tudo que é de certa forma insano.

Nada mais gostoso do que me perder em ti. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Morte e Doença - Death and Illness

Pay it forward