Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

O tempo voa...

Imagem

Uma música lenta, por favor!

Pois as canções de amor acontecem na melodia da noite, no calor da paixão, na dor da ausência e na esperança do reencontro.

E mesmo quando as tormentas chegam, é a calmaria que silencia os corações.
E mesmo na turbulência dos dias, é no afago do sentimento que a alma se acalma.

E é o sentimento quem comanda o remo. A cabeça pode dar a direção, mas sem o coração, não há emoção.

E quero saber de ti, não apenas te crer.
Quero conhecer ti, não apenas te ver.

Então meu nego, uma música lenta, por favor!

Pictures

Clic
E te vejo aqui comigo, e são os seus cílios que fotografo.

Clic
E te vejo aqui comigo, e é a sua face debaixo das águas que refaço.

Clic
E te vejo aqui comigo, e é o teu corpo que registro na minha mente.

Clic
E te vejo aqui comigo, e é o teu perfil que me agrada e apaixona.

Clic
E te vejo aqui comigo, e são as tuas mãos nas minhas que me encanta.

Clic
E te vejo aqui comigo, e não me canso de ver cada ângulo do teu ser que se mostra ao meu.

Clic
...

p.s.: PROIBIDA a reprodução destas fotos

Briga de EGOS

E quem nunca teve a língua mais afiada do que o pensamento mais claro?
Quem nunca se arrependeu de ter dito o que disse?
Quem nunca desejou que tempo voltasse?
Quem nunca quis que as palavras pudessem ser esquecidas?

E nessa luta diária de línguas e palavras, e venturas e desgastes, e brigas e revezes
Todos perdem, ninguém ganha.
Nessa queda de braço, de palavras e de sentimentos
Nada de muito novo e quase tudo de muito velho

É o velho ego que grita
O orgulho que cresce
A vaidade que destrói

E ninguém ganha e todos perdem

E nos adentramos em um labirinto que quanto mais se fala, mais se perde
Quanto mais quer se falar, menos se quer ouvir
Quanto menos se entende, mais se discuti
E será que alguém se entende?

Dificilmente, pois quando se grita, os corações estão longe e ninguém verdadeiramente escuta.
E eis que aquele que abre mão da vaidade que mata, que anula, que destrói e que desfaz, é quem ganha.
E o labirinto formado desaparece, e os corações que estavam separados se unem.
As voz…

Cia e coragem

Aquele que segue só pode descobrir caminhos virgens e inexplorados. Enquanto aquele que caminha junto descobre em si passos novos e inexplorados.
Por vezes caminhei só e mesmo não estando só teimo em dar alguns passos só. E quando caminhei sem dar as mãos, o caminho parecia sem amarras, mas nem sempre seguro. E quero caminhar junto, em equilíbrio, em harmonia, em sintonia. Dar as mãos, quem sabe o braço, o colo, o peito, o ombro. E por que não o corpo todo?!? 
E a coragem que carregamos quando estamos sós é diferente da coragem quando estamos juntos. É preciso coragem para caminhar, quando só para seguir, mas quando junto para saber seguir e dividir.
O comprometimento humano é uma dádiva e comprometer-se com a vida e vida com os outros, é preciso muito mais coragem.

"O diamante no lodo não deixa de ser diamante."

Imagem
Assim como o amor, o verdadeiro amor não deixa de ser amor no ódio, na maledicência, na indiferença, no pecado, na falta, na ausência. Um não anula o outro, não pode, não há como. Se este "some", é porque nunca existiu.

Valores demarcados não são valores existentes, apenas passageiros nomeados momentaneamente.

Descubro em mim cada vez mais estes valores, e coloco cada vez mais sentimentos pelo caminho. E consigo dissolver o que preciso, fortalecer o que merece e esquecer o que não vale.

E dá-lhe a vida...

(Re) Encontros

Imagem
E quantas vezes me deparo com almas afins, que volto mais uma vez a cruzar caminhos, ideias, sonhos, esperanças... dividir angústias, compartilhar bons e maus momentos. Por vezes que esse re-encontro me perturba, pois me sinto tão bem ao teu lado que me confundo. Em outras entendo que ainda não estou pronta para seguir viagem. E fico feliz por esses re-encontros.