terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Uma música lenta, por favor!

Pois as canções de amor acontecem na melodia da noite, no calor da paixão, na dor da ausência e na esperança do reencontro.

E mesmo quando as tormentas chegam, é a calmaria que silencia os corações.
E mesmo na turbulência dos dias, é no afago do sentimento que a alma se acalma.

E é o sentimento quem comanda o remo. A cabeça pode dar a direção, mas sem o coração, não há emoção.

E quero saber de ti, não apenas te crer.
Quero conhecer ti, não apenas te ver.

Então meu nego, uma música lenta, por favor!

Nenhum comentário: