'Nesse falar sem dizer'

E quanto dizer sem nada falar...

Se pudermos realmente saber o quanto a palavra tem poder, tomaríamos um cuidado mais do que extra a fim de nos expressarmos através da fala. Buscaríamos moldar melhor o nosso caráter a fim de que tivéssemos uma melhor locução e diálogo. Buscar um caráter nobre mesmo no cuidado da fala.

Saber falar é um dom, saber ouvir um dom em dobro.

Quanto de nós, dos nossos, de nossas vidas e condutas seriam e estariam melhores se assim tomássemos os cuidados necessários ao falar.

Por experiência próxima com família, amigos e agora não excepcionalmente com um ex-namorado. Quantas discussões e brigas não teriam acontecido justamente pelo cuidado da fala. Lembro que este ex tinha e ainda deve ter tal energia na fala que o tal não tomava nenhum cuidado nas brigas. E eis que sua fala se transformava em tal energia ruim que eu simplesmente não conseguia olhar em seus olhos, pois aquilo me feria profundamente. Suas palavras não buscavam o solidez do relaciomento, mas o distanciamento de nossos sentimentos. Suas palavras e energias não me traziam perto, mas nos colocava longe. E por tantas vezes que eu pudesse explicar isso, ele jamais foi capaz de moldar suas palavras de outra forma. E quantas vezes houveram esquecíveis discussões, pois depois de semanas nem ele lembrava porque havia discutido comigo, mesmo dispendendo tanta energia e tanto rancor e ódio, por vezes com palavrões (nunca entendi a necessidade dessa "maldade" dele ou de qualquer um na mesma realidade, pois para mim é irracionalidade ou ignorância falar coisas ruins a quem dizemos que queremos bem ou dizemos que gostamos). E lembro que para ele tudo era DR, enquanto para mim era uma tentativa de diálogo. Creio que estávamos e estamos em patamares diferentes. Por vezes que ainda me perco nas palavras, mas não na intenção. E logo que me meto em alguma discussão - e todas as últimas só foram com ele - me vi meio mal. E mesmo que a culpa não fosse minha ou só minha, ou mesmo de ninguém, me pus a pedir desculpas. E são as pequenas coisas que mostram nosso caráter. E o fato de não ter discutido com mais ninguém além dele, acredito que eu esteja no caminho da redenção. Se não o tivesse, podem crer, eu teria discutido com família e amigos. Já me conheço e me conhecem de outros carnavais. Amigos de décadas que já discuti antes, ANOS antes e que nestes últimos anos, mesmo havendo desentendimento, não houve discussão. Fico feliz pelos fatos. Mas enfim, depois do desabafo, volto ao tema, desse falar sem dizer com as nossas ações, e desse dizer sem falar quando muitas palavras proferidas sem um objetivo puro. Energia jogada fora, tempo gasto e sentimentos por vezes feridos.

Palavra proferida.
Tempo que não volta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Tradição

Morte e Doença - Death and Illness