quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Capela

Para uns abrigo
Para outros destino.
Para uns morada.
Para outros fim da estrada.
Para mim um concerto.
Um verso.
Uma rima.

Debaixo de um céu estrelado balbuciei:
- Capela!...

Debaixo do mesmo céu estrelado disseram:
- Olha lá a sua Capela!

E ali pensei:
- Hum... pouco disse mas muito observou.

E ali me encantou, debaixo daquele céu mega estrelado.

Nenhum comentário: