E aí

bateu aquele cansaço... aquela coisa de que as pessoas te enxergam, mas não te olham. Sabe que o outro é um ser humano, mas que não respeita. E aí, vem a vida e te dá uma nova rasteira, mas essa é das boas. Quando o destino coloca na sua vida pessoas boas e bacanas. Que querem ser melhores, que querem ajudar, que admiram o outro. E assim entendi, mesmo que por muitas vezes ainda que estivermos cansados em agir corretamente, mesmo achando que estamos sós, devemos seguir. Pois é pelo nosso exemplo que conquistamos as pessoas. Pela nossa boa conduta que seremos seguidos. Pela nossa vontade e desejo do bem que se aproximarão os iguais e serão afastados os invejosos. E quantas vezes fui surpreendida pela beleza das pessoas, por sua ajuda e agrado sem expectativas. Talvez na mesma intensidade que me decepcionei com pessoas. Mas hoje, com a cabeça fria e o sentimento neutro, vejo e reconheço suas ignorâncias e dificuldades em lidar com o que nem elas mesmas imaginam que sejam. Enfim, hoje sou grata por mais uma vez e outra vez e assim espero que sempre, por Deus colocar pessoas boas no meu caminho, que do agrado voluntário, eis que cuidamos uns dos outros.

Obrigada Pai.

Presente de presente...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Tradição

Morte e Doença - Death and Illness