sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Quando o amor dói...

Há muitas coisas sobre o amor.
Suas formas diversas, histórias de conquista, de desapego, de frustração, de decepção.
Fala-se sobre o amor que é confundido com paixão.
Do amor que é de verdade e para sempre.
Alguns falam em como é bom amar e ser amado.
Outros fala de suas dores.
E sim, amor verdadeiro também dói.
Dói quando a pessoa que nos ama tenta nos ajudar e mesmo sendo amado e amando, não conseguimos ofertar isso... para mim é aí que o amor dói. Pessoas que se amam (de verdade!rs), mas que por imaturidade de uma das partes não consegue receber a ajuda ou se sente limitado por não poder dar a felicidade que o outro merece.
E lá vamos com o tempo...
Pois é o tempo conhecedor de nossos mais íntimos problemas, desejos, sonhos, realizações.
Vamos dar as mãos ao tempo.
Marcar nossos papos com o tempo.
Unir nossas energias (POSITIVAS) com o tempo.
E logo, em breve, ali, virando a esquina, o amor não irá doer mais.
Pelo menos por enquanto.

Nenhum comentário: