terça-feira, 21 de abril de 2015

O mal que de ser exterminado

A melhor forma em se livrar de algo é a sua exterminação.
Jogar fora apenas não significa que tenha se livrado.
Atirar ao abismo não significa que deixou de existir.

Quando deixa de existir é que passou de um estado inquietando para um momento de tranquilidade.
Quando se joga fora, ainda há aqueles que o pegam pelo caminho.
Quando se atira no abismo, sua sombra ainda está lá, seus destroços ainda permanecem por um longo período.

Exterminar é a palavra, é o ideal, é o modelo no momento.
Jogar fora é saber que ainda existe.
Atirar no abismo é ainda ter medo e por vezes dar uma inclinada para ver se ainda está morto o que não morre.

Exterminação do que me faz mal, do que me prejudica, do que por hora ainda é um treino para minha rotina, até que em um determinado momento, passará a ser meu estado presente.
E que comece agora...

Um comentário:

Edson Carmo disse...

Se livrar de algo ou de alguém não se resume em jogar fora ou ir para longe. Se ficar na lembrança, nada disto adianta.