quarta-feira, 10 de junho de 2015

A certeza de ser e não de mostrar

Uma longa jornada ainda me aguarda.
Caminhos visíveis talvez... árduos por certo.

E a batalha interna não cessa, nem hoje e nem amanhã.
O auto conhecimento me abre portas, mas ainda não sei o que falta para pisar firme no chão a frente.

Meu espírito bate, meu corpo sofre, minha mente está clara, meu coração acolhe.
E ainda que haja o entendimento, o sentimento ainda não alcança seu destino.

Tempo e sempre o tempo, que trabalha diariamente.
Tempo que lapida seus pupilos.
Tempo que constrói e destrói pontes.
Tempo que mostra o caminho.
Tempo que impõe mudanças.

E a vida não dá férias...

Nenhum comentário: