segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Aonde você quer chegar?

Ainda há tantas coisas para serem aprendidas...
E uma delas é esta: Aonde quero chegar?
Há tantas possibilidades de escolha. Veja, opções de escolha e até mesmo de caminho, mas o objetivo único que estamos destinos é um só.
Talvez eu tenha outras opções profissionais. Não estou mais na casa dos vintes, mas mesmo no começo dos 30, acho que ainda posso arriscar. 
E lá se vão ainda mais escolhas e opções.
E minha cabeça ferve, literalmente ferve... meu estômago como nunca queimou. 
Nem tanto pela opções, pois creio estar cada vez mais consciente das minhas escolhas e estou feliz com elas, mas mais pela forma que temos lidar com as pessoas, a forma como as pessoas reagem as nossas escolhas. E é sempre este o desafio, as pessoas, o seu próprio ser, sua personalidade. 
E nisso sei perfeitamente aonde quero chegar.
Como já descrevi aqui, há dias que consigo matar o leão, em outros, apenas o prendo, e houve ainda um e outro dia neste ano que ele ficou solto, chorei e chorei e chorei... mas graças que Deus é sempre muito bom comigo e logo que passa meu desespero momentâneo - este têm ficado cada vez menor, cada vez com menos intensidade, acho que pelo aprendizado recebido - lá vejo a luz, o sol, o arco-íris, o amor, o afeto, a compreensão, a lição.
E por certo que vale saber aonde que queremos chegar.
Veja, para coisas materiais sempre haverá um limite, para coisas da alma não.

Nenhum comentário: