"Os pecadores também têm alma."

"O dia mais importante da minha vida foi aquele em que, recordando todos os meus erros, achei que já chegara a hora de procurar uma nova maneira de ser útil ao próximo, de dar novo rumo as minhas relações humanas. Que era que eu tinha feito senão satisfazer os meus desejos, o meu egoísmo? Podia ser considerada uma criatura boa apenas porque não matava, porque não roubava, porque não agredia? A bondade não deve ser uma virtude passiva. No dia em que achei Deus, encontrei a paz e ao mesmo tempo percebi que de certa maneira não haveria mais paz para mim. Descobri que a paz interior só se conquista com o sacrifício da paz exterior. Era preciso fazer alguma coisa pelos outros. O mundo está cheio de sofrimento, de gritos de socorro. Que tinha eu feito até então para diminuir esse sofrimento, para atender a esses apelos? Eu via a meu redor pessoas aflitas que para se salvarem esperavam apenas uma mão que as apoiasse, nada mais que isso. E Deus me dera duas mãos!
Pensei tudo isso numa noite de insônia. Quando o dia nasceu senti que tinha renascido de novo com ele. Era uma mulher nova." by Érico Veríssimo - Olhai os Lírios do Campo

O negrito é por minha conta... sim, pois nem mesmo o amor deve ser passivo, deve ser sem expectativas, mas não amor de espera, mas amor de luta, de  garra, de conquista, de felicidade em querer dividir o que te pertence, sem prender o outro.

Passividade apenas para as coisas ruins que ainda não sabemos lidar.
Passividade apenas para as pessoas menos esclarecidas que por vez e outra tentam segurar os nossos caminhos.
Passividade apenas para as ideias negativas que teimam a cruzar nossos pensamentos.

Nunca estamos sós...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Tradição

Morte e Doença - Death and Illness