Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

Do que ainda me deixa triste

Imagem
Houve uma época a qual fazia algumas escolhas - erradas ou certas - que eram baseadas em fortes concepções que faziam parte do meu ser naquele momento. 
Nesta época, que não se faz muito longe, tive atitudes que por um lado ainda me recrimino devido a minha imaturidade em enfrentar o que foi feito quando era mais imatura. E isso ainda me deixa triste. Engraçado assim ainda sentir, pois creio que aprendi um pouco a abraçar estas escolhas, tanto que quando hoje penso nas minhas atitudes, penso em seus resultados e mesmo que possa ocorrer o afastamento de pessoas que foram importantes um dia mas que hoje não cabe mais na minha história, carrego isso com leveza. Mostra de maturidade. mas creio que aquele passado ainda pesa, talvez pelo o que o outro ainda pensa de mim (insegurança!), aliás, se ainda pensa, pois para falar a verdade, acho que nem pensa mais, ou se ainda pensa, pensa tranquilo, em paz, pois eles já abraçaram por completo suas escolhas, fizeram as pazes com o seu passado. E p…

Paralisia e Autoestima - Paralysis and Self-esteem

Português:
"E vieram ter com ele conduzindo um paralítico, trazido por quatro." Marcos, 2:3

Quanto mais as experiências o castigam com sofrimentos e tribulações, mais desamor você cultiva para consigo mesmo. Você se arrepende, se desanima, se despreza, julgando-se incapaz.
Para um pouco e medite. A escassez de estima o leva a novas quedas, aumente sua tristeza e nada resolve.
Aquele paralítico da passagem evangélica, depois de esmorecer quase por completo junto ao leito da miséria afetiva no desprezo a si mesmo, teve, então, a humildade de rogar intercessão àqueles quatro auxiliares que o levaram a Jesus.
Assuma esse compromisso e vença a paralisia do desleixo, da descrença e da raiva de si mesmo.
Perdoe, rogue amparo e supere o doloroso leito de suas provas cerceadoras.
O triunfo perante suas mazelas será fonte de independência, caminho de enriquecimento pessoal e acesso à liberdade.
Antes, porém, aprende a pedir socorro diante de suas dores.

Comentário:
Absorvi um entendime…

Seja um Aliado de Si Mesmo - Be an Ally of Yourself

Português:
"Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele (...)." Mateus, 5:25

É compreensível a sua sinceridade diante dos propósitos de  renovar os costumes e hábitos morais. Louvável a sua honestidade em querer acertar. Surpreendente o seu esforço pela vigilância dos hábitos menos sadios. Sua intenção é o tesouro mais precioso para a sua própria melhoria.
Ainda assim, inevitavelmente, defrontarás inúmeras vezes com a queda, o remorso e o desânimo.
Temos milênios de trevas contra os nossos mais sinceros anseios de luz.
Quando você derrapar perante a própria consciência, não aplique a si mesmo o regime da impiedade. Seja complacente consigo. Seja um aliado de si mesmo no bom combate do aprimoramento espiritual.
A rigidez não educa. Reprime.
Examine sua falta com afabilidade e agradeça por já conseguir percebê-la. Ainda ontem, você nem sequer se preocupava em admiti-la.
Prossiga com seu compromisso de aperfeiçoamento e guarde a certeza de que a v…

Pacifique Seu Grupo - Pacify Your Group

Português:
"Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus." Mateus 5:9

Nos labores em equipe, não espere somente êxito e ventura.
É justo que anseie por alegria, e encanto, harmonia e paz nas relações, entretanto, recorde sempre que tais conquistas de amor solicitam esforço e abnegação, entendimento e perdão, renúncia e paciência.
Por isso, quando as crises avançarem em seus conjuntos de ação, aferindo os seus dotes morais, não esqueça dessas diretrizes seguras de conduta - esteios de todas as vitórias nos empreendimentos do bem.
Dá de si mesmo sem esperar. A vida lhe convocará à condição do lavrador cuidadoso, permitindo-lhe a gerência de seus elos. Antes, porém, você terá de aprender a ser o semeador que se entrega à lavoura sem exigências, abdicando de limites e condições.
Colheita farta exige semeadura correta.*
Pacifique seu grupo. A vida, a seu tempo, responderá a você com mais largas possibilidades para escolher e agir.

* o grifo foi meu.

C…

Responsabilidade com Sua Cura - Responsibility with Its Cure

Português:
"(...) vai-te, e não peques mais." João, 8:11

Recorre aos templos e grupos de socorro em busca da orientação e do alívio. Solicite a Deus o apoio de que tanto carece. Utilize os esplendorosos recursos da misericórdia celeste em favor de sua cura. Desabafe, instrua-se, revigore-se na oração, refaça as suas energias.
Todavia, recorde que nenhuma enfermaria foi criada para restituir a saúde. O leito acolhedor é fonte de recomposição nos instantes agudos da dor e da doença.
Peça, alivie-se e cuide para não transferir responsabilidades que a você competem no exercício de cada dia, em favor de sua recuperação definitiva.
Vai e não peques mais é o convite para você assumir o desafio de sua cura, compreendendo claramente que, se necessita de arrimo, chegará o momento no qual será chamado, igualmente, a oferecer a mão amiga e o ouvido atento, a palavra sábia e a atitude fraterna.
A migalha que já podemos ofertar é, sem dúvida, o tributo mais valoroso que podemos oferecer à v…