quarta-feira, 8 de junho de 2016

Companheiros Invisíveis - Invisible Companions

Português
"Abriram-se-lhes então os olhos, e o conheceram, (...)." Lucas, 24:31

Nos dias dolorosos da provação, durante as crises mais intensas, parece faltar-lhe força e fé, companhia e apoio.
Você tem a sensação de abandono e clama no silêncio dos pensamentos por alguém que lhe estenda a mão amiga.
Contudo, as aflições consomem suas esperanças. Sua resistência, pouco a pouco, se extingue.
Lembre-se, nessa hora, daqueles companheiros invisíveis aos olhos, que se encontram sempre atentos aos dramas da dor.
Deus, em Seu celeiro abundante de misericórdia, tem recursos que você não imagina a extensão.
Ore, acalme-se, medite e recorra ao trabalho. O alívio, certamente, não tardará em forma de benefício e amparo.

Comentário:
Ai de nós que julgamos estar sós. Ai de nós que esqueçamos que sempre vivemos no mundo dos espíritos encarnados com os desencarnados a nossa volta.

English version:
"They opened up to them then the eyes, and knew him, (...)." Luke 00:31

In the painful days of trial, during the most intense crisis, it seems lacking in strength and faith, companionship and support.
You have the sense of abandonment and cry in the silence of thoughts for someone to extend you a helping hand.
However, the afflictions consume your hopes. your resistance, little by little, is extinguished.
Remember, at that time, those invisible companions to the eyes, which are always attentive to the pain of the dramas.
God, in His barn of abundant mercy, has features that you do not realize the extent.
Pray, calm down, meditate and refer to work. Relief certainly will not tarry in the form of benefit and protection.

Comment:
Woe to us that we believe to be alone. Woe to us to forget that we always live in the spirit world incarnated with disembodied around us.

Nenhum comentário: