Vida que segue, que voa

As virtudes estão presentes em nós tanto quanto os defeitos, mas na maioria das vezes apenas enxergamos quando desencarnam. E aí já se foram décadas de possibilidades de nos livrarmos das amarras das mágoas e arrependimentos.

Não é fácil para a maioria trabalhar dia a dia a opção de aproveitar o que tem hoje, do que o dia oferece. Sempre há uma desculpa, sempre acham que haverá o depois. 

E vida que segue, que voa, não volta, não tem replay. Têm novas oportunidades em momentos diferentes, mas nada será o mesmo exatamente como você vive o hoje. Alguma(s) coisa(s) será(ão) diferente(s)... pode ser pessoas, lugar, família, amigos, trabalho, dinheiro, saúde etc. Há tantas opções que o melhor é tentar, descansar, tentar de novo, descansar de novo, tentar outra vez e descansar e vai de novo e volta, mas não pára porque o hoje não pára, não volta e com certeza algum dia, o dia de sair vitorioso chegará. E chegará com trabalho, esforço, dedicação, disciplina e rotina. 

A rotina pode tanto matar quanto construir. Ser ponto ou ser destruição. Faça a sua escolha. Nisto esta a importância de estar bem consigo mesmo primeiro e em todos os instantes pois a pior solidão é a de si mesmo, assim como a melhor companhia é a sua. Ninguém é responsável pela felicidade de ninguém. Manter-se ocupado (do que constrói), alimenta corpo, mente e alma.

E pela velocidade que as coisas acontecem, passamos pouco tempo usufruindo do tempo com os outros. Façamos com que seja de qualidade.

Casamos porque queremos estar juntos da pessoa, mas depois que casa, quanto tempo realmente se passa junto?
Se tem filhos (em geral pelo egoísmo), não se preocupam em gastar tempo juntos (de qualidade) interagindo em família.
Um dos seus maiores tesouros a oferecer, o tempo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entender vs. Compreender

Morte e Doença - Death and Illness

Pay it forward