Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

Oh homens ainda que não sabem o que fazem...

"Amanhã, com o hábito de armar ciladas aos conhecidos, acabará por envolver-se nas teias de suas próprias armadilhas. É o perigo da repetição do mal. Princípio pedagógico de educação."
por Fernando do Ó - Alguém chorou por mim

E no meu limite de compreensão, me falta muitos séculos de evolução a entender como tantos homens irmãos ainda se atrevem a trabalhar pelo mal e ignorância.
Se pudéssemos gastar este tempo e/ou todo o nosso tempo na criatividade de fazer o bem, as amarras, teias e cadeias que nos submetemos, seriam asas de liberdade que tanto sonhamos em adquirir.

Tempo, presente de Deus que não se compra e nem se vende, nos é dado de graça, porém cobrado do que lhe é feito na hora da saída deste mundo.

Espíritos que ainda demandam tanto amor... olhai para si e veja, o quanto mal a ti ainda faz este caminho de mentiras, traições, ganância. Raciocine, traga a razão para os teus dias e permita o universo preencher-lhe a alma. Sentirás o amor divino que o cerca, pois este …

Independência moral

Quando não mais desejarmos ter os homens ao nosso lado como homens, em sua virilidade e proteção, mas o enxergarmos como espíritos irmãos em evolução como nós, aprenderemos a amá-los verdadeiramente e ajudá-los em sua caminhada, ao invés de tratá-los como filhos que precisam de cuidados por vezes em demasia para que nossos corações sintam-se completos com sua presença. Ao invés de lhes amar pelo simples fato de ser o amor a resposta para tudo e para todos.  O amor não pode ser individualizado, é necessário pluralizá-lo em todos os pólos de nosso orbe e transgredir as barreiras do egoísmo na busca incessante do bem.
Chega a hora que entendemos que não mais são problemas a serem resolvidos, mas seres que precisam de ajuda e esses momentos oportunos devem ser aproveitados para nos nutrirmos do bem que fazemos.

Ser cristão é diferente de estar cristão

Hoje estou mulher, filha, irmã, sobrinha, prima, cunhada, tia, esposa... necessariamente nesta ordem.
Também estou síndica! Rapaiz... que treino, que aprendizado e que estudo do comportamento humano.
Agora passo a compreender as lutas diárias que nossos mentores/guias/anjos da guarda travam diariamente para que possamos nos elevar, buscar harmonia em nossa vida, para alcançarmos a felicidade.
Comparativamente é muito próximo um condomínio da sociedade que desejamos que melhore. Porém sempre é o mesmo fator que nos move ou nos detém, que damos apoio ou falamos mal.
Poucos olha para o conjunto, para a harmonia. Por vezes acham que o local aonde moram é apenas da porta para dentro. E tudo o que envolve os outros, é problema dos outros e não seu.
Se a situação lhe foi favorável, agradecem, mas se não, xingam. Não pensam no coletivo, no que for melhor para mim, tem que ser para o outro também, sem privilégios ou preconceitos.
E há aqueles que entendem, que favorecem a comunicação, há aquel…

E foi com

Imagem
um sopro que Deus nos deu a vida.
uma palavra que nos tornamos parte da criação.
um pensamento que fomos moldados.
um desejo de florescer que fomos aqui nascidos.

Se soubéssemos a força do desejo, dos pensamentos, das palavras e do sopro, não abusaríamos tanto da "sorte" e trabalharíamos mais com as chances e oportunidades.

Ainda nos faltam palavras.
Boa semana!
* photo Francine Prado

O caminho.

Larguei o pilates e fui a yoga...

Há momentos e momentos e por isso antes o que era corpo, hoje é mente.
Há dias e dias e por isso o que antes era dor, hoje é crescimento.
Há aprendizado e aprendizado, por isso o que antes era problema, hoje é oportunidade.

E assim vou traçando o meu caminho, que apenas eu posso fazer. Compartilho com muitas pessoas dispostas as vezes em crescer junto, as vezes em estacionar. Mesmo assim eu caminho. Entendendo que todos temos o nosso tempo e devemos respeitar isso. Mas é certo que uma hora chega a hora e é preciso escolher, crescer com amor ou crescer com dor.

Já cresci com dor e hoje, por vezes essa faz visita, porém é mais com o amor que caminho hoje em dia.

Penso nas pessoas que naquela época me faziam companhia, amigas, desafios, puxões de orelha. Espero que estejam bem, felizes... e que também possam torcer por mim como sempre e ainda torço por elas. Agradeço nosso tempo junto, porém assim se fez a vida. Seguimos... e tudo bem!

Namastê.